Gouda | Queijos

queijo gouda

Queijo Gouda é um queijo de origem holandesa cujo nome remete à cidade de Gouda, na Holanda, onde este tipo de queijo era tradicionalmente comercializado. É um dos queijos mais consumidos no mundo. É da família dos queijos de massa semi-dura ou de massa dura. O nome “gouda” não é protegido, portanto trata-se hoje de uma clasificação genérica para vários queijos de características similares, produzidos em várias partes do mundo.

Gouda é tipicamente produzido com leite de vaca pasteurizado, mas alguns pequenos produtores utilizam o leite de cabra ou de ovelha e maturam o queijo por longos períodos. 

Tipos de queijo gouda 

Existem sete tipos diferentes de queijo Gouda, categorizados em função do tempo de maturação. A casca encerada do queijo também muda com a idade. O Gouda mais macio e mais jovem é identificado por cascas de cera amarela, laranja ou vermelha, enquanto que o queijo maduro tem cobertura de cera preta.

Graskaas (“queijo de grama”): Gouda jovem, consumido apenas algumas semanas após sua produção. É um dos queijos Gouda mais leves e suaves. É feito do primeiro leite ordenhado das vacas quando voltam a pastar depois de um longo inverno. Existe um certo fanatismo ao redor desse queijo, parecido com o que ocorre com o vinho Beaujolais Nouveau. Muita gente espera ansiosamente para provar o queijo da nova safra.

Gouda Graskaas
Gouda Graskaas

Jonge kaas (“queijo jovem”): queijo que foi maturado por cerca de 4 semanas. Se você quiser comprar este queijo, procure por uma casca de cera vermelha, amarela ou laranja. O jovem Gouda é um queijo de pasta mole com leve sabor a nozes. Às vezes os produtores de queijo misturam especiarias neles.

Jong belegen (“jovem maturado”): queijo maturado por 8 a 10 semanas. O queijo gouda com cominho é um queijo bastante popular.

Jong belegen komijn
Gouda Jong Belegen com cominho

Belegen (“maturado”): queijo maturado por 16 a 18 semanas

Extra belegen (“extra maturado”): Maturação de 7 a 8 meses. Primeiro dos queijos a ser considerado “gouda envelhecido”.

Oude kaas (“queijo velho”): 10 a 12 meses de maturação. Primeira categoria que recebe uma casca de cera preta

Overjarig / Extra oude (“perene, mais de um ano”): um queijo dourado, maturado, com um sabor intenso; pelo menos 1 ano de maturação

Overjarige gouda
Gouda Overjarige 18 meses

Além dos 7 tipos de gouda listados acima, há também a classificação Boerenkaas (“queijo de fazenda”): variedade de queijo Gouda que não é pasteurizado e é preparado com leite de vaca que pasta livremente. Todas as vacas são da mesma fazenda onde o queijo é produzido.

Gouda Boerenkaas
Gouda Boerenkaas

Como comer o queijo gouda

O queijo Gouda pode ser ralado, fatiado, cortado em cubos ou derretido. Pode ser utilizado em tábuas de queijo ou como queijo de sobremesa.

O queijo gouda jovem é fácil de fatiar e tem um sabor suave, por isso é um bom queijo para servir às crianças. Os queijos mais jovens (Graskaas a Belegen) podem ser cortados com um fatiador.

Na Holanda, Gouda envelhecido é comumente usado para enriquecer sopas e molhos.

É um ótimo queijo para sanduíches de queijo, pois derrete bem e é elástico após derretido. Dê preferência aos queijos mais jovens, pois os queijos gouda maturados perdem um pouco de sua capacidade de derretimento. Ralar o queijo também facilita seu derretimento, pois o ar quente entrará em contato com uma maior superfície de queijo. Veja o vídeo abaixo para aprender como preparar um sanduíche de queijo gouda bastante simples e saboroso.

Posso comer a casca do queijo gouda?

A maioria dos Gouda de qualquer tipo é “encerada” e muitas vezes essa cera é uma combinação de parafina e plástico. Nestes casos, a casca do gouda deve ser retirada antes do queijo ser consumido. Há também casos onde a cera aplicada ao queijo é “food grade”, isto é, não deve ser consumida mas não trará danos à saúde caso você coma um pedaço dela por engano.

Alguns fabricantes de gouda artesanais fazem um queijo com casca natural, muitas vezes envelhecida em pranchas de carvalho descoberto. Nestes casos, bastante raros, você deveria comer a casca, pois terá um sabor delicioso e complementará o sabor do queijo.

Alguns queijos brasileiros tipo gouda recebem uma coloração rosa em sua casca. Esta casca não é feita de parafina e pode ser consumida, pois se trata apenas de um corante alimentar (provavelmente o carmim de cochonilha). De qualquer forma, certifique-se se a casca é feita de corante ou de parafina (que é fácil de ser retirada) antes de decidir se vai comer ou não a casca.

gouda brasileiro com casca rosa
Esta casca rosa pode ser consumida sem prejuízos à saúde

Harmonizar queijo gouda com bebidas

Os jovens Goudas são melhores harmonizados com cerveja, enquanto que os queijos de média maturação são mais saborosos quando combinados com um Riesling ou Chenin Blanc frutado.

Um Gouda bem envelhecido complementa vinhos que são profundamente aromatizados, como um rico Merlot, Côtes du Rhône ou Shiraz. Também pode ser servido com cervejas holandesas e belgas fortes.

Também é comum servir o queijo envelhecido após a refeição, acompanhado de vinho do Porto.

Características do queijo gouda

Tipo: semi-duro ou duro, dependendo do tempo de maturação

Cor típica do queijo gouda: amarela (queijos mais maduros adquirem uma cor cada vez mais escura); os queijos gouda costumam ter urucum

Casca: encerada, com cores variando de acordo com idade do queijo

Formato: rodas grandes com cada um pesando entre 4 e 11 quilos

Sabor: O queijo Gouda tem um leve sabor a nozes semelhante ao Edam. O jovem Gouda tem um sabor mais suave e o queijo fica mais forte à medida que envelhece. 

Preço: tipicamente um queijo gouda custa cerca de 11 euros o quilo do queijo voem e 19 euros para o gouda maturado em Portugal e R$ 50 /kg no Brasil para marcas nacionais (Tirolez e similares). No Brasil a maioria dos queijo gouda vendidos é jovem.

Armazenamento: você pode manter Gouda na geladeira por até um mês, mas depois de aberto, embrulhe em papel manteiga e guarde-o em um recipiente hermético.

Aspectos nutricionais (por 100g de Gouda)

Calorias: 375 a 420 kcal

Gordura: 31g a 35g

Proteínas: 23g a 29g

Cálcio: 955mg

Ingredientes típicos do queijo gouda: leite de vaca pasteurizado, sal, fermentos lácteos, coalho, cloreto de cálcio, corante (E160a – beta-caroteno ou E160b – annatto/urucum), conservante (E251 – nitrato de sódio), ervas ou castanhas. No Brasil os queijos tipo gouda locais recebem o corante urucum.

Turismo do queijo gouda

Reypenaer Cheese Tasting Room – em Amsterdam – cheese tasting com 6 queijos diferentes acompanhados de vinho branco, tinto e Porto. Também oferecem cheese tastings durante passeios pelos canais de Amsterdam

Kaasboerderij Jongehoeve – Produtor de queijo nos arredores da cidade de Gouda, na Holanda. Visita à fazenda e queijaria – veja todo o processo de produção, da vaca ao queijo embalado. Degustação ao final do passeio com 5 tipos diferentes de queijo.

Queijos que substituem o gouda

  • Queijo Edam: é o queijo mais similar ao gouda, mas com um percentual inferior de gordura. Edam não derrete tão bem quanto o gouda, portanto não é um bom substituto em sanduíches quentes
  • Monterey Jack
  • Muenster
  • Cheddar suave
  • Havarti
  • Gruyère

Para o gouda envelhecido, bons substitutos são:

  •  Mimolette extra-vieille
  • Noord Hollander Sélection

O queijo tipo gouda produzido e vendido no Brasil é um queijo jovem e é muito similar ao queijo prato ou reino, portanto pode ser substituído por estes dois tipos. Em muito casos, o queijo é exatamente o mesmo, apenas é vendido em embalagens diferentes e com preços mais altos, ludibriando o consumidor (veja a lista de ingredientes e composição nutricional, será a mesma em vários fabricantes).

Para os queijos gouda importados da Holanda, vale a lista de queijos substitutos acima. 
 

Quer saber mais sobre queijos?