Vinho Verde

selo vinho verde

Vinho Verde refere-se ao vinho português que se originou na histórica província do Minho, no extremo norte do país. A região dos Vinhos Verdes de hoje, originalmente designada em 1908, inclui a antiga província do Minho e as áreas adjacentes a sul. Em 1976, a antiga província foi dissolvida.

O Vinho Verde não é uma casta de uva, mas sim uma Denominação de Origem Controlada (DOC) para a produção de vinho.

O nome Vinho Verde não se refere à cor do vinho, mas sim ao fato de ser um “vinho jovem”, com o vinho sendo liberado para venda em 3-6 meses depois que as uvas são colhidas. O nome Vinho Verde também se refere à região onde o vinho é produzido, que é “densamente verdejante”.

Vinhos Verdes podem ser brancos, rosé ou tintos, e geralmente são consumidos logo após o engarrafamento. Um Vinho Verde também pode ser um espumante, uma colheita tardia (late harvest) ou mesmo uma aguardente. 

Vinho Verde é ligeiramente efervescente. Quando começou a ser produzido, a ligeira efervescência do vinho vinha da fermentação maloláctica que ocorria na garrafa. Na produção de vinho, isto é normalmente considerado um defeito do vinho, mas os produtores de Vinho Verde descobriram que os consumidores gostavam da natureza levemente efervescente. No entanto, os vinhos tinham de ser acondicionados em frascos opacos para esconder a turbidez e o sedimento que a fermentação maloláctica produzia. Hoje, a maioria dos produtores de Vinho Verde já não segue esta prática, e a leve efervescência é adicionada por carbonatação artificial.

O vídeo abaixo é um pequeno documentário sobre o vinho verde produzido pela RTP de Portugal.

Como servir o vinho verde?

Vinho verde é um vinho ideal para os dias quentes e deve ser servido frio. A temperatura recomendada para servir o vinho é a seguinte:

  • Vinho Verde Branco:  8° a 12° C
  • Vinho Verde Rosado: 10° a 12° C
  • Vinho Verde Tinto: 12° a 15° C
  • Espumantes de Vinho Verde: 6° a 8° C

A título de comparação, uma champagne é normalmente servida com a temperatura entre 8° e 10° C.

Para manter o vinho na temperatura adequada, recomenda-se mantê-lo em um balde com gelo durante o consumo.

Recomenda-se utilizar uma taça de vinho Bordeaux para servir o vinho verde. Para o espumante de vinho verde, utilize uma taça de espumante/champagne.

taça Bordeaux
Taça de vinho Bordeaux

Harmonização do vinho verde

O Vinho Verde branco harmoniza bem com os mesmos alimentos que qualquer vinho branco suave harmoniza. Peixes e frutos do mar são especialmente recomendados. Mariscos crus (ostras e mexilhão) combinam perfeitamente com este vinho. Também é um bom vinho para acompanhar o sushi – alguns expert japoneses consideram que é quase tão perfeito quanto o sake.

Funciona bem como uma bebida de brunch em vez de champanhe ou prosecco.

Os vinhos verdes tintos e rosés vão bem com frutos do mar também. Se você quiser apreciá-los com carne, eles combinam melhor com pratos mais leves, como um bife grelhado.

O bacalhau, por tradição, é harmonizado com o vinho tinto em Portugal – bacalhau é considerado uma “carne” e não um “peixe”, para fins de harmonização. Mas o Alvarinho também é um vinho recomendado, por ser mais complexo, estruturado e fresco que outras castas de Vinho Verde. As outras castas de vinho verde não são tão aconselháveis pois geralmente não apresentam estrutura e corpo para acompanhar o bacalhau.

Como armazenar o vinho verde?

Para armazear as garrafas de vinho verde, siga as seguintes regras:

  • Local escuro com temperatura constante, de preferência entre 12 e 14°C, por exemplo, numa adega
  • Local de armazenamento não deve ser muito úmido (a umidade relativa deve ser inferior a 75 %) evitando que bolores danifiquem os rótulos e as rolhas
  • As garrafas devem conservar-se deitadas de forma a manter a rolha sempre em contato com o vinho
  • Vinhos Verdes devem, por norma, ser consumidos jovens; mas os vinhos verdes com teor alcoólico mais elevado podem ser envelhecidos – Alvarinho é um exemplo de vinho verde que pode ser envelhecido
  • Depois de aberta, a garrafa pode ser guardada em geladeira por 1-2 dias; para preservar mmmelhor as características do vinho, feche a garrafa com um sistema a vácuo

Quais os melhores Vinhos Verdes?

Os vinhos abaixo foram escolhidos como os melhores Vinhos Verdes de 2018 (“Best of Vinho Verde 2018”) pela Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes (CVRVV). Vinho Verde é um vinho de preços bastante acessíveis. Mesmo um vinho verde premiado custa entre 5 e 10 euros em Portugal.

Turismo do Vinho Verde

mapa do Vinho Verde

Abaixo listamos recomendações de Quintas que podem ser visitadas para conhecer a produção de Vinho Verde e que oferecem degustação do vinho. A região de produçãod e Vinho Verde fica ao extremo norte de Portugal, ao redor da cidade do Porto e próximo da fronteira com a Espanha.

Adega de Monção: uma das vinícolas de vinho verde mais conhecidas no Brasil, produz o Muralhas de Monção e o Alvarinho Deu La Deu.

Quintas de Melgaço: 93 pontos na Wine & Spirits (Alvarinho QM Vinhas Velhas)

Quinta da Aveleda: visita ao jardim, adega e prova de vinhos. Produtor do famoso Casal Garcia

Solar de Serrade: alojamento, visita às vinhas, à adega e prova de vinhos.

Solar de Serrade
Solar de Serrade