Kobe Beef

kobe beef

O que é Kobe Beef?

A carne de Kobe, ou kobe beef, é um tipo especial de carne que vem da raça de gado Tajima-gyu encontrada na província de Hyogo, no Japão. Introduzida como animais de trabalho na indústria de cultivo de arroz durante o século II, a raça Tajima-gyu ficou isolada de outras raças, escondendo-se na paisagem montanhosa do Japão em pequenos bolsões de terra cultivável. Este isolamento é dito ser responsável por um sabor e textura completamente únicos; um que retrata a carne de Kobe como a melhor carne quando se trata de sabor, maciez e grandes quantidades de gordura intramuscular.

Kobe beef é apreciado pelo seu sabor, marmoreio e textura. Sua textura amanteigada, suave, que derrete na boca, faz com que seja diferente de qualquer outra carne. É tão rica e gordurosa que uma porção de 100g já é suficiente.

Wagyu e Kobe Beef

Muitos restaurantes usam o termo Wagyu como sendo sinônimo de carne de Kobe. Claro que está conectado, mas não significa o mesmo. Wagyu significa simplesmente “vaca japonesa”, e apesar do que alguns restaurantes escrevem em seus menus, não é uma raça em si. Na verdade, existem 4 raças de wagyu: preta (black wagyu, 黒毛和種, Kuroge Washu), marrom ou vermelha (red ou brown wagyu, 赤毛和種, Akage Washu ou Akaushi), mocha (Japanese Polled, 無角和種, Mukaku Washu), chifre curto japonês (Japanese Shorthorn, 日本短角和種, Nihon Tankaku Washu).

Os animais da raça Tajima-gyu, de onde vem a carne de Kobe, pertencem especificamente à raça preta japonesa (black wagyu). Embora todas as carnes Wagyu sejam consideradas de alta qualidade, somente a carne da vaca Tajima-gyu que atende aos rigorosos critérios de linhagem e qualidade pode ser chamada de Kobe Beef.

Kobe beef verdadeiro

A realidade é que os restaurantes de todo o mundo estão alegando estar usando carne Kobe quando, na verdade, é altamente improvável. No Japão, existem leis rígidas sobre o uso do termo carne de boi Kobe, mas tais padrões não são reconhecidos no exterior. Restaurantes podem facilmente afirmar que estão usando carne de Kobe com muito pouco impacto negativo.

Para ser considerado autêntico, o kobe beef deve:

  • Ser de pura linhagem Tajima-gyu,
  • Ter nascido e ter sido criado na Prefeitura de Hyogo,
  • Ser um boi (touro castrado) ou uma vaca virgem,
  • Ser alimentado apenas com grãos e ervas que vêm de dentro da prefeitura de Hyogo,
  • Ser processado em matadouros aprovados dentro da Prefeitura,
  • Ter uma índice de marmoreio de gordura (BMS) de nível 6 ou acima,
  • Ter um Índice de Qualidade da Carne de A4 ou A5 (grau superior),
  • Ter um peso bruto de carcaça inferior a 470 kg e
  • Ter seu próprio número de identificação de 10 dígitos atribuído para que sua autenticidade seja rastreada.

Mitos e curiosidades sobre o kobe beef

O gado recebe massagens? Não exatamente. Embora todos os fazendeiros do Wagyu no Japão usem práticas ligeiramente diferentes, e certamente pode haver algum lugar onde se pratica “massagem”, provavelmente é apenas um erro de tradução ou mal-entendido resultante da prática de escovar (Kuroge Washu) para remover a sujeira e para reduzir o estresse do animal.

O gado toma cerveja? Não é normal, embora alguns agricultores possam alimentar o gado com cerveja para aumentar o seu apetite e, assim, os seus níveis de gordura