Endro | Aneto | Dill

endro - dill - aneto

Endro, também conhecido como aneto ou dill, é uma erva da mesma família da cenoura e da salsa. Tem sido por muito tempo uma erva popular na Europa e nos Estados Unidos. Acredita-se que suas origens estejam na região do Mediterrâneo, embora o nome dill seja na verdade uma palavra nórdica antiga que significa “acalmar”. O uso do endro remonta ao antigo Egito e à antiga Babilônia. A erva era também popular na civilização grega. O óleo essencial de endro foi usado em alguns vinhos gregos e seus médicos trataram soldados feridos usando sementes de endro queimado.

Na Inglaterra do século XVII, o endro podia ser encontrado em muitas hortas e, provavelmente, foi levado para os EUA por colonos ingleses.

O sabor do endro

Endro é uma erva versátil com vários usos, mas seu sabor é familiar para muita gente por cause de sua utilização em conservas de picles.

endro em picles

O sabor do endro é ligeiramente similar ao limão, doce e um pouco amargo, e o aroma é semelhante ao do anis, embora também tenha notas de aipo.

As sementes têm um sabor semelhante e são usadas como tempero, embora as folhas da planta sejam geralmente consideradas mais saborosas.

O aroma de endro fresco também é muito mais doce do que o da sua versão seca.

Como usar o endro na culinária?

Dill pode ter raízes mediterrâneas, mas é cultivado e utilizado em muitos países ao redor do mundo. É um ingrediente em pratos escandinavos clássicos como o gravlax, onde é usado junto com sal e açúcar para curar salmão cru. 

 

Dillkott é outro prato escandinavo que inclui dill. Dillkott é um cozido cremoso de cordeiro ou vitela que é temperado com muito endro picado. Na Índia, o endro é usado para dar sabor a batatas para fazer aloo suva bhaji. Na culinária americana, a erva é frequentemente incluída em saladas de batata e é um tempero de peixe popular.

Dill também desempenha um papel importante no famoso prato vietnamita cha ca thang long onde é usado juntamente com açafrão e galanga para temperar o peixe.

cha-ca-thang-long-peixe-vietnamita