Você conhece o significado dos selos DOP, IGP e ETG?

Os selos DOP, IGP e ETG foram criados pela União Europeia em 1992, com o objetivo de proteger a autenticidade de certos produtos agrícolas e gêneros alimentícios de mau uso e imitação. O sistema ajuda os consumidores, fornecendo muitas informações e garantindo a qualidade dos produtos.

Este sistema é muito semelhante aos sistemas que já estavam presentes em alguns países europeus, como: DOC – Denominazione di Origine Controllata na Itália, AOC – Appellation d’Origine Contrôlée na França e DO – Denominación de Origin na Espanha.

Os selos são:
DOPDOP- Denominação de Origem Protegida

Abrange os produtos agrícolas e gêneros alimentícios que são produzidos, processados e preparados em uma área geográfica delimitada com conhecimento reconhecido, como:

 

Manteiga de Bresse – França
É uma manteiga francesa produzida na antiga província de Bresse que atualmente localiza-se na região de Rhône-Alpes, Bourgogne e France-Comté. Seu sabor é adocicado, mas a sua principal característica é a textura macia e areada. Esta manteiga é produzida em batedeiras tradicionais, em francês baratte traditionnelle.
A cor amarela da manteiga varia conforme a estação do ano, no inverno a coloração é mais leve, acentuando-se na primavera e outono.

Beurre Bresse

Arroz da região de Valencia – Espanha
O cultivo do arroz foi introduzido na Espanha pelos árabes. As características marcantes deste arroz são o seu tamanho curto, consistência do grão e a sua uniformidade quando cozido.
Ele também tem uma elevada percentagem de pérola, ou seja, uma grande concentração de amido que lhe confere uma cor branca inconfundível. As variedades protegidas são Bahia, Senia e Bomba.

Arroz da Valencia Bomba 2

IGPI.G.P. – Indicação Geográfica Protegida

Abrange os produtos agrícolas e gêneros alimentícios estreitamente conectados à área geográfica. Pelo menos uma das etapas de produção, processamento ou preparação deve ser localizado na área, como:

 

Chouriço mouro de Portalegre – Portugal

Enchido defumado elaborado com finos pedaços de carne ensanguentadas, gorduras e vísceras de porco da Raça Alentejana, sal, alhos secos e pimentão. Também, podem ser adicionados o cominho e o vinho branco da região de Portalegre.

chourico

Salsicha da Turíngia – Alemanha
Carne de porco, vaca e vitela picadas finamente, sal, pimenta, cominho, manjerona e alho são usados na produção desta salsicha. É uma salsicha única pela utilização de especiarias.
As misturas de especiarias podem variar, mas a maioria dos ingredientes desta salsicha deve ser proveniente da região da Turíngia.

salsicha Turíngia

ETGETG – Especialidade Tradicional Garantida

O selo destaca carácter tradicional, quer na composição (ingredientes) ou meios de produção de produtos agrícolas e gêneros alimentícios, como:

 

Jāņu siers – Letônia

O Jāņu siers é um queijo tradicionalmente consumido com manteiga na celebração do solstício de verão, o dia mais longo do ano.
O queijo é fabricado com leite, coalhada, manteiga ou natas, ovos, sal de cozinha e cominho.

Janu_siers

Mexilhões de Bouchot – França
Bouchot (cama de marisco) é uma técnica de aquicultura em que os mexilhões são cultivados em redes fixadas em postes de madeira no mar. Isso resulta em mexilhões livre de grãos de areia e uma carne perfeita.

AOC

Você pode consultar a lista com todos os países europeus e seus produtos DOP, IGP e ETG registrados e em processo de registro no site da Comissão Europeia de Desenvolvimento Rural e Agrícola.