Tipos de massas secas e seus molhos

Inscreva-se em nosso canal YouTube

Você vai no supermercado comprar macarrão e dá de cara com uma enorme prateleira com uma infinidade de tipos de massas secas. E agora, qual comprar?

Há várias razões para esse número tão grande de tipos de massas secas:

– Os italianos: cada cidade cria seu tipo de massa, como uma marca registrada da região;

– O marketing: se os marketeiros se gabam de lanças uma nova embalagem, por que não um novo formato de massa?

– A engenharia: cada massa tem características de formato e superfície que as fazem mais ou menos indicadas para um tipo de molho

Esse último ponto é o que nos interessa mais. Vamos tentar aqui classificar as massas secas de acordo com seus formato e tipos de molho mais recomendado para elas. Vamos na verdade copiar a classificação feita por Alton Brown em seu programa Good Eats (do qual somos fãs), que nos parece a mais adequada. São 5 as categorias:

CORDAS (STRINGS)

É provavelmente a categoria mais versátil. Ótima para molhos onde óleo de oliva é um ingrediente importante.

Vermicelli (cabelo de anjo)

Spaghetti

Capellini

Fidelini

FITAS (RIBBONS)

Ótimo com molhos onde manteiga e creme de leite são ingredientes importantes. Por exemplo, o molho Alfredo.

Linguine

Fettucine

Tagliatelle

Bavette

TUBOS (TUBES)

Combina bem com molhos mais pesados, onde queijo é um ingrediente importante

Penne Rigate

Tubetti

Ziti

Rigatoni

Tortiglioni

Mostaccioli

FORMAS (SHAPES)

Podem ser usados para vários tipos de molho. Quanto mais sulcos e ranhuras, melhor será a aderência a molhos mais pesados.

Fusili

Farfalle

Orecchiette

Radiatore

MICRO PASTA

Normalmente utilizadas para sopas.

Orzo

Pastina